• Palato

Saúde do bebê: introdução alimentar

Atualizado: 5 de Set de 2019

Os dois primeiros anos de vida são decisivos para o crescimento e desenvolvimento da criança, para a formação de hábitos e para sua saúde durante toda a vida. A nutrição tem papel fundamental em todo esse processo, no entanto, são muitas as dúvidas e desafios a serem superados para a prática de uma alimentação adequada e saudável no início da vida.


Uma alimentação adequada e saudável deve ser feita com comida de verdade e começa com o aleitamento materno: amamentação exclusiva até os 6 meses (sem água, suco ou chá) e prolongada até 2 anos ou mais de vida, segundo recomendação da Sociedade Brasileira de Pediatria (SBP), Ministério da Saúde (MS) e principais órgãos mundiais relacionados ao assunto.


A partir dos 6 meses, além do leite materno, novos alimentos são oferecidos à criança, apresentando-a um novo universo de cores, sabores, texturas e cheiros.


Mas como escolher, preparar e oferecer da melhor forma possível? Vamos às dicas:


Ofereça alimentos de verdade: quanto mais natural melhor! Os alimentos são divididos em grupos e estes devem ser ofertados de forma variada e equilibrada a partir dos 6 meses: grãos, leguminosas (feijões), legumes, verduras, raízes e tubérculos, frutas, carnes e ovos. Dê preferência por alimentos frescos, evite alimentos processados e ultraprocessados!


Água: fonte essencial para a vida, a água também é um alimento. A criança em amamentação exclusiva não precisa beber água, pois o leite materno hidrata na medida certa. A partir dos 6 meses, quando a criança começar a receber outros alimentos, deve-se oferece água entre as refeições.


Sucos: não é recomendado oferecer suco, mesmo os feitos apenas com a fruta, para crianças menores de 12 meses. E mesmo após 1 ano, a oferta deve ser feita com moderação e nunca substituindo uma refeição. Há inúmeras razões que justificam a importância de dar às crianças a fruta em pedaços, e não na forma líquida:

  • Ao comer uma fruta, a criança tem que mastigá-la, exercitando a musculatura da boca e do rosto;

  • As fibras da fruta previnem a prisão de ventre e, ao coar o suco, essas fibras contidas na fruta costumam ser descartadas;

  • Beber suco aumenta a chance de a criança ter cárie dentária;

  • O consumo frequente de suco faz a criança se alimentar sem prestar atenção e comer mais do que precisa, aumentando a chance de apresentar excesso de peso;

  • Quando a criança se habitua com suco, ela pode ter dificuldade de beber água pura ou frutas in natura.


Leites e derivados: a estrela desse grupo para a criança menor de 2 anos é o leite materno. Também fazem parte do grupo demais tipos de leite e seus derivados, como coalhadas, iogurtes naturais (sem açúcar) e queijos. São ricos em proteína, gordura, cálcio e vitamina A. A partir dos 12 meses, o leite de vaca pode ser incluído como ingrediente de receitas caseiras e seus derivados podem fazer parte das refeições da criança.


Sal e temperos: dos 6 aos 12 meses não é necessário adicionar sal aos alimentos e após 1 ano o uso deve ser feito com moderação. O importante é a criança conhecer o sabor real de cada alimento sem ser mascarado pelo sal. O excesso de sódio também pode sobrecarregar o organismo do bebê, principalmente os sistema renal. No lugar do sal, podemos utilizar temperos naturais como cebola, alho, coentro, cheiro verde, orégano, manjericão, alecrim, limão, hortelã… de acordo com os hábitos da família.


Óleos: é importante o uso de óleos vegetais, como óleo de soja, de girassol, de milho ou azeite de oliva para temperar e cozinhar alimentos. Além de tornarem as preparações mais saborosas, os óleos são fontes de energia e importantes para o desenvolvimento infantil, pois possuem substâncias necessárias à formação dos neurônios e favorecem a visão, a absorção de algumas vitaminas e o aumento da imunidade. Comida de criança pode ser refogada. Basta uma pequena quantidade de óleo para refogar alimentos e promover esses benefícios à saúde da criança.


Açúcar: não deve ser oferecido para crianças até 2 anos! Nos dois primeiros anos de vida, não se deve adoçar frutas e bebidas com nenhum tipo de açúcar: branco, mascavo, cristal, demerara, açúcar de coco e nem melado, mel ou rapadura. Também não devem ser oferecidas preparações que tenham açúcar como ingrediente, como bolos, doces, geleias e biscoitos doces. Não é recomendado usar adoçantes no lugar do açúcar, pois possuem substâncias químicas que não são adequadas a esta fase da vida.



O consumo de açúcar vicia o paladar da criança (pode dificultar a aceitação de outros alimentos), aumenta a chance de ganho excessivo de peso e de ocorrência de outras doenças, como diabetes, hipertensão e câncer, e pode provocar cárie dentária e placa bacteriana entre os dentes.


Higiene: as mãos deve estar sempre higienizadas e bem lavadas antes do preparo dos alimentos. Crie o hábito de lavar bem frutas, verduras, legumes e raízes em água corrente, deixar de molho em solução clorada (seguir instruções do fabricante) e enxaguar devidamente.


Preparo: dê preferência pelo cozimentos em vapor por preservar melhor os nutrientes dos alimentos ou assados e refogados. Evite frituras e alimentos muito gordurosos no preparo das refeições.


Armazenamento: para facilitar a vida, os alimentos podem ser preparados e quantidades maiores e armazenados em geladeira ou freezers. Eles devem ser guardados em pote pequenos já na quantidade a ser ofertada à criança ou em potes maiores para a família toda. Depois de prontos, os pratos podem ficar até 2 dias na geladeira e até 10 dias no congelador, preferencialmente, em potes de vidro ou plástico livre de BPA. Ter comida caseira congelada facilita a refeição de toda a família e, claro, também da criança.



Gostou das dicas? Espero ter conseguido esclarecer algumas das principais dúvidas presentes na fase da introdução alimentar! Ah! Se quiser aprender uma receitinha para bebês a partir de 1 ano, assista ao vídeo:


Renata Greco

Nutricionista Materno-infantil


Entre para o clube, baixe o app do Palato, aproveite os descontos e conteúdos exclusivos.

  • Branco Facebook Ícone
  • Branco Twitter Ícone
  • Branca Ícone Instagram

Um projeto do Palato.com.br

EMX©2020